Blog

Orquestra Sinfônica da UFBA e Madrigal realizam Concerto de Páscoa

Por .

Orquestra Sinfônica da UFBA e Madrigal realizam Concerto de Páscoa

Por Michelle Oliveira

Na última terça-feira, 31, na terceira fila de cadeiras do Salão Nobre da Reitoria, um garoto assiste à apresentação boquiaberto. Francisco José, 8 anos de idade, é sobrinho e afilhado do maestro. Apesar da expressão de encanto, como se assistisse à uma orquestra pela primeira vez, Francisco vai à todas as apresentações da Orquestra Sinfônica da UFBA (Osufba) e já toca violino.
O silêncio é absoluto. Entre uma sinfonia e outra, nada se houve. As pessoas acompanham a música concentradas e emocionadas. Alguns parecem divagar em outras direções. Outros mantêm as sobrancelhas franzidas. Um casal tem as mãos entrelaçadas. A maioria acompanha os músicos balançando a cabeça e os pés.
Entre o público presente, Stepanhie Mracsanski, 21, estudante da Universidade Federal de Mato Grosso, e Glauber dos Santos, 25, formado em Direito, assistiam à Osufba pela primeira vez. Enquanto Heloísa Goés, 66, já cantou em corais e foi ao local com duas amigas. “Já assisti à Osufba inúmeras vezes”, comentou.
A emoção não está apenas na plateia. Na frente do salão, os músicos estão concentrados em suas partituras como se não pudessem enxergar mais nada no mundo. Apenas olham para o maestro de vez em quando. Esse, José Maurício Brandão, balança as mãos com convicção. A pianista e professora da UFBA, Beatriz Alessio, parece estar em um transe. Fecha os olhos, balança o corpo ao ritmo da música e dedilha o instrumento como se tivesse mais que duas mãos.
Finalizado o Concerto para piano nº23, de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), músico e compositor austríaco, entra em cena o Madrigal da UFBA, grupo vocal profissional fundado em 1954. Juntamente com a Orquestra, apresentam a Missa da Coroação, uma das missas mais importantes de Mozart, homenageado da temporada 2015 do grupo vocal.
O concerto coral-sinfônico que abre a temporada do Madrigal e é o segundo da temporada da Osufba termina em meio à pessoas aplaudindo de pé e comentários elogiosos. Plateia e músicos se misturam à frente do salão, entre abraços e beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *