Blog

Estudantes promovem evento para arrecadar fundos para espetáculo

Por Rafaela Fleur.

O espetáculo foi produzido pelos formandos da Escola de Teatro  e contou com bazar, performances e muita música     

Foi com incensos, luzes piscando e clima de carnaval que o Antropofagia em Transe recebeu seus convidados. Promovido pelos formandos de Artes Cênicas da UFBA, o evento  teve 12h de duração e animou a Escola de Teatro na última segunda-feira (17), realizando performances, bazar, feira de comidas e discotecagem. Apesar de parecer apenas mais uma festa, a diversão tinha um objetivo bem sério: arrecadar verba para financiar o espetáculo “O Rei da Vela”, projeto de conclusão de curso dos formandos.

O estudante Eric Lopes, 25, estava participando do bazar e é responsável pelo orçamento de materiais da peça, como figurinos e cenários. “Um evento como esse é muito válido para que os estudantes consigam viabilizar suas ideias, já que os custos não são baratos”, pontua. Lopes também conta que os alunos recebem um valor da própria instituição, mas que não é suficiente para arcar com todas as despesas.

bazar2

A feira ‘Frente Única’, uma das atrações do Antropofagia em Transe, esteve presente do início até o fim do evento. Com araras coloridas e estudantes caracterizados realizando as vendas, roupas, livros e até picolés estavam a disposição do público. Com camisetas de R$ 10,00 e sapatos de R$20,00, os preços também agradaram.

“Achei a iniciativa ótima, incentiva a interação entre os cursos. Com certeza viria mais vezes”, declarou o estudante de Produção Cultural, Filipe Caldas. Além das opções do dia, Caldas confessou que o evento estimulou sua curiosidade para a produção futura: “Vir aqui fez com que eu me interessasse pela peça que eles irão produzir”.

O espetáculo – Escrita e publicada por Oswald de Andrade em 1937, “O Rei da Vela” foi a produção escolhida pelos formandos de Artes Cênicas como projeto de conclusão de curso. Com temas como crise financeira, elite burguesa, falta de moralidade e sexo conturbado, para Ayslam Rodriguez, um dos formandos  e responsável pela produção geral do espetáculo, o texto apesar de antigo permanece atual. “É multicultural, é contemporâneo. Tem sido de grande sabor para nossa turma trabalhar com ele, afirmou”.

Rodriguez comenta que a turma sempre foi muito unida e que estão juntos desde o início da graduação. “Logo que entramos aqui, criamos uma conta no banco e fomos juntando dinheiro durante todos esses anos. Sozinhos arrecadamos R$12 mil e essa é a mesma quantia que a UFBA nos deu. Ou seja, dobramos”. Ele acrescenta que o grupo precisa de no mínimo R$ 30 mil para realizar o espetáculo.

Em clima de esoterismo e muitas fantasias, o ator formado pela Escola de Teatro da UFBA, Thor Medrado, revela que a realização de eventos como esse costumam acontecer no instituto. “É frequente, mas não é tradição. É uma ótima oportunidade de estimular a troca artística no meio universitário”.

Apesar da produção ter começado, a data de exibição do espetáculo que será realizado pelos estudantes ainda não foi divulgada.  Além do “Antropofagia em Transe”, os formandos criaram a campanha #AcendaoReidaVela, na qual é possível fazer a doação de qualquer quantia para a realização da peça através do site. Dos R$ 6 mil pretendidos, R$ 5.110 mil já foram arrecadados. A campanha fica disponível até o dia 22 de outubro. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *